Yoga-Uruguaiana-Qualidade de Vida-Meditação-Ásanas-Projeto Para Ser Yoga-Equilíbrio-Bem-Estar-Fronteira Oeste

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

O que eu quero de mim em 2017

Então chegou 2017, o ano número 1. Todo Ano Novo já é um recomeço, mas imagina quando a numerologia conclui que o ano que chega é 1, então é o recomeço total!

A seguir, dou 5 dicas de como começar bem (e se manter melhor ainda), nos mais de 300 dias (oportunidades) que temos pela frente:

1- Começo por onde? Comece por dentro, faça a faxina no passado, nos lamentos e murmúrios, afinal ninguém é responsável pela nossa felicidade, Só a gente mesma. Isso todos sabemos, mas um bom começo é percebermos quantas vezes ao dia temos pensamento tóxicos que nos levam a lugares que já fomos e que não queremos permanecer. Peça ajuda a amigos, terapeutas, esposos, etc.



2- Continuo como? Depois de se livrar de maus pensamentos, que geram sentimentos e ações que não nos levam a lugares novos e felizes, continue andando. Se coloque em movimento.Às vezes é fácil  conquistar o que queremos, mas manter é crucial. Faça uma lista do que deseja para você neste ano, melhor se for a mão mesmo e deixe num local que possa ler e reler ao longo dos meses.

3- Metas? Que metas? De acordo com uma psicóloga, a lista das metas pode ser assim: Eu, (seu nome completo), sou grata por ...(coloque aqui a sua meta como já tivesse conquistado, de maneira positiva). Exemplo: "Eu, Priscila Alves de Almeida, sou grata por dar aula remunerada de Yoga duas vezes na semana perto de casa. Faça sua lista com tudo o que você quer e veja como o Universo atende.

4- Recomece, mesmo errando, se enganando, se decepcionando, se entristecendo. Respire fundo nessas horas e mantenha o coração aberto para o que há de melhor dentor de você mesma e das pessoas, afinal o dia, graças a Deus, só tem 24h.

5- Celebre, afinal as conquistas são suas e elas merecem ser valorizadas pelo menos por você. Coloque sua energia no seu sucesso e mais sucesso aparecerá. Afinal o que a gente foca, cresce.


Frase do Dia

"A vida tem vários capítulos. Um mau capítulo não significa o final da história"
Autor desconhecido

sábado, 8 de outubro de 2016

Qual a missão das nossas vidas na Terra?

Todos nós compartilhamos sentimentos semelhantes como culpa, medo, raiva, inseguranças, indecisão. Mas algumas pessoas sentem cada um destes sentimentos em níveis diferentes. De um modo geral, acredito que a nossa missão humana no planeta em que habitamos é elevar estas vibrações baixas para as mais elevadas, como compreensão, alegria, paz e confiança.

Superficialmente, é isso que entendo por uma Nova Era, outra dimensão, é usarmos nossa capacidade de resiliência e inteligência emocional. Por que eu acredito que a válvula de nosso estresse, tristeza, ansiedade, depressão e demais doenças é a forma como nos relacionamos.

Por onde começar - Na minha opinião, devemos começar por nós mesmos, pois o relacionamento que temos com a gente mesmo é o que determina a qualidade das demais conexões em nossas vidas. É impressionante que, desde que passei a ser menos perfeccionista e "séria", as pessoas a minha volta passaram a me trazer assuntos e forma de me tratar diferentes. Nunca vou esquecer uma vez que chorei emocionada sozinha em minha casa por ter sido tão bem tratada num trabalho.

Enquanto apontamos um dedo para alguém, tem outros três dedos apontando para nós mesmos. Então, é fácil ficarmos irritados, desiludidos e desconfiados com outras pessoas, mas saiba que isso é um indicador de como vai o seu íntimo.

Trate-se bem - Por mais que vivamos em sociedade e há alguns desejos comuns de ganhar estabilidade financeira, conhecer um parceiro (a), ser pai ou mãe, ser reconhecido (a), sentir-se produtivo ou até, importante dentro do nosso grupo, perceba que há uma individualidade em você. Quanto mais você se gostar e proporcionar momentos agradáveis para você mesmo, mais a vida te oferecerá isso e pode até sobrar. Quando sobrar, passe a distribuir - isso é uma forma de amor.

Frase do Dia

"Seja calmaria, tem gente demais sendo tempestade"
autor desconhecido




terça-feira, 16 de agosto de 2016

A comunicação como chave para nossos desejos

Quando o personagem da história do Aladim solicita os seus desejos ao gênio da lâmpada, logo conquista o que pediu. Também na Bíblia podemos reconhecer a força do Verbo: “Disse Deus: Haja luz; e houve luz (Gn, 1,3)”. Pode-se perceber, assim, o poder da palavra e nossa comunicação verbal, sendo um recurso poderoso para a criação da nossa realidade.

Porém, estamos condicionados a reclamar e a destacar as perdas e falhas no lugar de observar os ganhos. Estamos acostumados a perceber o que nos falta, sem evidenciar tudo o que sobra. A má comunicação ultrapassa os nossos níveis mentais e chega, com agressividade, às pessoas com quem nos relacionamos no trabalho, em nossos lares.

A técnica Comunicação Não-violenta (CNV), de Marshall Rosenberg (1934- 2015), é indicada para que haja uma transformação neste sentido. O autor, nascido nos EUA e radicado na Suíça, trabalhou com resolução de conflitos, introduzindo programas de paz na Sérvia, Croácia, Burundi e Sri Lanka.
Infelizmente, não fomos orientados a pensar e expressar nossos sentimentos. É mais costumeiro classificar as pessoas de “preguiçosas” e “irresponsáveis”  a percebemos a nossa necessidade de manter, por exemplo, a toalha de banho estendida (organização). Porém, ao julgarmos, o interlocutor recebe a mensagem como uma crítica. Assim começa o conflito.



A CNV ensina quatro passos para comunicar com assertividade: 1) Observar o fato sem julgar; 2) Perceber o sentimento diante do fato; 3)Perceber quais necessidades humanas não estão sendo atendidas; 4) Pedir o que deseja com linguagem clara, positiva e de ações concretas, assim como o Aladim lá do início do texto.

Demasiado desafiante é resumir uma técnica de Comunicação baseada em compaixão, honestidade e assertividade em poucas linhas Porém, é crucial termos consciência de que somos agentes atuantes de nossas realidade e que podemos viver com mais harmonia melhorando nossa forma de comunicar.


Frase do Dia

"Baba Nam Kevalam"

Tudo é expressão do Amor Divino (mantra em sânscrito)

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Kos'as: A nossa semelhança com a cebola!

Nos dias de frio aqui no Brasil colocamos várias blusas e casacos, e às vezes até mais de uma calça e meias! Sim, parecemos um verdadeira cebola com suas camadas. O que podemos não saber é que, segundo a ciência do Yoga, temos cinco invólucros que compõem nosso Ser, além do corpo físico, chamado Amnamaya Kosha (Feito de alimento).


Então, a Annámáya Kos'a é o nosso corpo que enxergamos. Ele tem três funções: 1) percepção, 2) desejo ou aversão e 3) ação. Para exemplificar, pense em você no Shopping Center com sua amiga, primeiro vocês olhas as vitrines das lojas, aguçando a visão. Ao admirar os produtos expostos, você sente desejo ou aversão e, dependendo do que sentiu anteriormente, você compra ou não o objeto. Nosso corpo físico é comandado pelos estímulos sensoriais que chegam até ele através dos cinco sentidos. Nossos instintos básicos são preenchidos por este corpo.

Pránamáya Kos'a (Prana = energia) atua como vínculo do corpo físico e mental. Temos 72 mil canais energéticos (nadis) no nosso corpo, quando os mesmos se cruzam dão origem aos meridianos, estudados na acupuntura. Com a prática de ásanas, a corrente de energia (ou fluxo prânico) é digerida pela mente, auxiliando nosso Consciência. 


A propaganda e a psicologia estudam nossa mente subconsciente, e mesmo que ela não exista em matéria, como a Annamaya Kos'a, ela é estudada e entendida. Estamos falando da Manomáyá Kos'a, camada da mente, relacionada ao intelecto, memória, discernimento, reflexão e pensamento filosóficos profundos. Nesta camada se acumulam tendências de pensamentos e comportamentos. É influenciada pela nossa percepção e memórias sensoriais, emocionais e intelectuais.

Os yogis acreditam que estamos nesse mundo com um propósito muito maior que simplesmente satisfazer nossos órgãos sensoriais e acumular boas lembranças. Mesmo que o sistema econômico e a mídia atuais trabalhem para que vivamos crendo que somos apenas isso, podemos compreender em lapsos de despertar, que nossa missão é muito maior.

A cada camada, o corpo fica mais sutil, então chegamos à Vijnãnámáya Kos'a, a mente subliminar. Quem consegue desenvolver esta camada, é capaz de transcender as ilusões da vida e compreender que tudo neste mundo é transitório. Desta discriminação surge o desapego. Não o desapego aos prazeres da vida ou renúncia do mundo. Mas lidar com os objetos sem deixar se afetar e realizar sua missão com equanimidade. Aqui, podemos ver todos os objetos e seres como ondas vibratórias de um oceanos de Consciência Universal.

Assim como um fio esgarçado não entra no buraco da agulha, a mente com apegos não tem acesso à mente causal sultil, a Hiranyamaya Kos'a ou Ánandamáyá Kos'a Nesta camada, os fluxos da mente se unem num só curso de beatitude esplendorosa, então um brilho se projeta do próprio Ser. O amor e a atração pelo infinito se tornam intensas e transbordam para toda a existência. 


* De acordo com o Tantra Yoga,  Atimánas Kos'a seria a quarta camada. Ela refere à mente supramental, que os yogis afirmam ser o reino da intuição e do insight criativo. Charles Darwin, Arquimedes, Albert Einstein e Mandeleev conseguiram essa proeza, acessando uma esfera de ralidade que está além do espaço e do tempo. De acordo com a História, Mandeleev visualizou a Tabela Periódica dos elementos químicos num sonho. Para ter acesso a essa camada acredita-se essencial a prática de yoga e meditação.



Frase do Dia

"Karma é a eterna afirmação 
da liberdade humana. 
Nossos pensamentos, nossas palavras 
e nossos atos são fios 
de uma rede que tecemos
ao redor de nós mesmos
." 
Swami Vivekananda (1863 - 1902), 
monge, yogi e filósofo hindu



domingo, 12 de junho de 2016

Estamos mergulhados num mar de veneno

Neste mês, recebi de um amigo um presente via Correios: sementes de Tulsi, conhecido como "manjericão santo". Ainda não plantei e pouco sei sobre a planta, mas o que me levou a me interessar pelo assunto é que esta planta retira o fluoreto da água. O propósito de retirar o fluoreto da água é que pesquisadores comprovaram que o mesmo é prejudicial ao nosso corpo, principalmente ao nosso cérebro.


Fluoreto

Pesquisadores de Harvard (leia mais sobre o assunto aqui) constataram que déficits de atenção, hiperatividade e QIs baixos em crianças têm relação com o consumo da substância. Cientistas afirmam que o Mal de Alzheimar está relacionado com a calcificação da pineal, um dos efeitos do consumo do fluoreto.

O flúor, encontrado  também em pastas dentais, calcifica a glândula pineal - localizada perto do centro do cérebro, entre os dois hemisférios. A glândula pineal é conhecida como "terceiro olho,  ligada à intuição. É a glândula que produz a serotonina - reguladora do humor, sono, atividade sexual, apetite, temperatura corporal, sensibilidade a dor, funções cognitivas, funções neuroendócrinas, entre outras.

Acredita-se que  pineal estimulada pode levar os Seres Humanos à capacidade de amar incondicionalmente. 

Falando de substâncias...

Nonilfenol

Mesmo antigo, muito interessante o documentário "Efeito Estrogênio" exibido pela BBC em 1993. Nele, cientistas constataram compostos estrogênicos no ambiente, como água, enlatados e tubos de PVC, por exemplo. A exposição a substâncias como o nonilfenol leva à diminuição de espermas e distúrbios reprodutivos do sexo masculino. A conclusão, na época, foi que se o processo não parasse, poderia haver esterilidade masculina ao longo do tempo. 



Carne

A Organização Mundial da Saúde divulgou relatório no ano passado classificando a carne vermelha processada como carcinógenos tipo 1, ou seja, capaz de  estimular o desenvolvimento de câncer no organismo. Cientistas alertam que o consumo de carne vermelha pode aumentar o risco de câncer no intestino. O lado bom disso, é que diferentemente das substâncias anteriores, o consumo da carne ou não pode ser melhor administrado por todos nós. 

Para saber mais sobre qual é o impacto de ingerir carne para a saúde humana, indico o documentário A Carne é Fraca. Diferentemente do nome, o vídeo não é nada fraco, isto é, os entrevistados vão direto ao ponto e as cenas chocam. É um documentário produzido pelo Instituto Nina Rosa e fala também dos prejuízos ao Meio Ambiente e aos animais.


Frase do Dia

"Om bhur bhuvaha svaha
Tat savitur varenyam
Bhargo devasya dhimahi
Dhiyo yonah prachodayat" - Gayatri Mantra

(Tradução)

"Ó deus da vida que traz felicidade
Dá-nos tua luz que destrói pecados
Que a tua divindade nos penetre
E possa inspirar nossa mente"

sexta-feira, 25 de março de 2016

Desapegue para renovar, afinal é Páscoa!

Neste domingo será Páscoa e todos nós, cristãos ou não,  pensamos em Renovação. A estação que estamos vivendo nesta época do ano no Brasil também se relaciona com o deixar as folhas cair, desapegar do que está sobrando e do que é desnecessário no momento. Então, tudo é um convite para que a isso aconteça, de fato.

Excesso de pensamentos e sentimentos negativos relacionados ao passado, excesso de bens, palavras demasiadas no dia-a-dia, gula, consumismo exacerbado e muita informação sobrecarregam nossa energia. Para renovar o guarda-roupa, precisamos tirar algumas para fora e  depois doar ou vender. A fim de colocar mais objetos no baú, precisamos dispensar alguns  outros itens. Se pensarmos que tudo é energia, energia estagnada em nada auxilia na Renovação que queremos.

Nos próprios Yamas (qualidades morais do Yoga), temos o Aparigraha, que significa no sânscrito "não possessividade". Este termo pode levar a confusões, pois não possessividade não significa que o indivíduo não possa sonhar, almejar algo ou buscar conforto em sua vida material. Este Yama trata da abstenção da ganância ou do vício do acúmulo. 

Diversos ásanas (posturas de yoga) nos auxiliam a desenvolver o equilíbrio. Este equilíbrio praticado na prática de Yoga no âmbito físico é assimilado depois pela mente. Desta forma, com a prática de ásanas, o praticante passa a buscar o 'caminho do meio' em todos as esferas de sua jornada, incluindo a possessividade. Até onde ela é necessária e nos faz seres saudáveis?

Para iniciar um novo ciclo, é preciso desapegar, seja de objetos, seja de sentimentos ou pensamentos. Somente assim, abre-se espaço na vida.

Deixe as folhas cair! O novo ciclo começou. Feliz Páscoa!


Frase do Dia

"O caminho do meio está feito para o homem que pensa.
É preciso escolher seus passo à luz vigilante da razão.
É preciso escolher seu caminho entre os muitos caminhos."
Sri Aurobindo (1872 - 1950), em Savitri, VI:1


domingo, 31 de janeiro de 2016

O ano começou, recomece respirando melhor!

Bom dia, leitor! As aulas no Parcão não estão acontecendo por motivo de viagem das professoras Itamara Silva e Priscila Almeida. Assim que o projeto Para Ser Yoga voltar, avisaremos no blog e Facebook.



..................................................................................................................




O ano começou (no Brasil ainda não, pois dizem as más línguas que aqui ele inicia apenas após o carnaval). Mas, valendo-se da ideia de que qualquer data é propícia para cuidarmos de nós mesmos, o ano aqui no blog já começou!




Nosso primeiro post do ano falará sobre respiração, pois ela é a primeira ação que fazemos ao nascermos. Como falamos, "ano novo, vida nova", é crucial abordarmos sobre este tema.




No Yoga, técnicas de respiração são chamadas de Pránáyáma (Prana = energia Yama= domínio). Há diversas técnicas ensinadas nas aulas de Yoga, as quais foram repassadas pelos mestres aos yogis e yoginis há milhares de anos. Respirar bem, não apenas nos possibilita pensar melhor, mas viver com mais qualidade de vida como um todo. 










De acordo com o site Cura e Ascensão, a prática dos exercícios de ásanas (posturas de yoga) e de pránáyáma produz uma mudança na respiração habitual. A maior elasticidade dos pulmões e do aparelho muscular respiratório conseguida com os exercícios, traduz-se por uma respiração muito mais profunda. Entra maior quantidade de oxigênio no fim do dia, o que aumenta a purificação do sangue e, por conseguinte, revitaliza-se todo o organismo. Acentua-se a ação da massagem mecânica produzida pelos movimentos da inspiração e da expiração sobre o coração, estômago, pâncreas, fígado, rins e intestinos. A saúde melhora rapidamente. Transtornos funcionais de vários tipos são prontamente corrigidos e eleva-se o tônus vital de todo o organismo em geral.


Para minhas alunas, costumo falar que a respiração é 80% de uma aula de Yoga, devido à importância que tem uma respiração completa e profunda para a saúde do corpo/mente.



Para dar um empurrãozinho aos iniciantes, compartilhamos aqui um site que explica com imagens alguns tipos de Pránáyámas.


Frase do Dia



"Se Deus não responde às suas preces é porque você não está sendo fervoroso


Se você Lhe oferece secas orações superficiais, não pode esperar prender a atenção do Pai Celestial. 

O único modo de tocar Deus através da prece é pela persistênciaregularidade e profundo fervor

Limpe a sua mente de toda negatividade, como o medo, a preocupação e a raiva. 

Então, encha-a com pensamentos de amorserviço aos outros e alegre expectativa. 

No santuário do seu coração deverá reinar um poder, uma alegria, uma paz - Deus." 



Paramahansa Yogananda (1893 - 1952), em Onde Existe Luz